Agência RG Digital

O que é Persona? Como definir a sua?

O conceito de Persona é utilizado no marketing para compreender os perfis de clientes e propor estratégias mais assertivas

Nem é necessário ser um expert em marketing para saber que, por aqui, a aplicação de conceitos para entender o cliente é muito valorizada. Afinal, para colher os bons frutos de uma estratégia digital é necessário pensá-la com base nas dores dos clientes. É por isso que, se sua empresa ainda não pensa na Persona, isso precisa mudar.

O conceito de Persona é uma das ferramentas utilizadas para entender essas dores, bem como padrões comportamentais, hábitos e inúmeras outras características dos clientes. É através dela que sabemos como levar o cliente à venda propriamente dita.

Persona – explorando o conceito

Uma Persona é um personagem – como o próprio nome sugere – fictício, criado e desenvolvido para representar o cliente de uma empresa.

É muito comum que, quando se fala em perfil de cliente, seja estabelecida uma equivalência incorreta entre persona e público-alvo.

Persona x Público-alvo

Quando falamos sobre o público-alvo, nos referimos a padrões genéricos, pouco específicos, que se limitam a questões demográficas: idade, gênero e localização. Essas informações são importantes, mas não suficientes. É por esse motivo que, em uma estratégia de marketing, devemos ter uma persona bem definida.

A persona não se limita à faixa etária, gênero ou onde o seu cliente mora. Ela se estende a padrões comportamentais, entende dores e por isso é tão eficiente para alcançá-lo.

via GIPHY

O conceito abrange quais sites seu cliente acessa, quais tipos de conteúdo ele mais consome, quais são os seus sonhos e até qual é a marca do seu smartphone. Investigativo, né?! :O

Mas não tem receita de bolo: a importância de cada informação depende dos interesses da sua empresa. Propor ações com influenciadores digitais? Melhorar a usabilidade do seu e-commerce? Aumentar o mix de produtos? Fazer promoções? Tudo é possível!

Os 2 tipos de persona

Existem 2 tipos básicos de persona: aquela que representa o seu cliente atual e a persona que você almeja ter como cliente no futuro.

Se você está se perguntando se a Persona deve ser apenas uma, a resposta é simples: não! Quanto mais soluções e produtos de diferentes nichos uma empresa oferece, mais tipos diferentes de clientes existirão. Consequentemente, mais personas.

Montando a sua persona

Pronto para colocar a mão na massa?!

Antes de criar, veja um exemplo de persona!

Thiago tem 30 anos, é recém-casado e possui uma empresa de engenharia há 5. A família é de classe-média, mora em um apartamento próprio na região central de Belo Horizonte e viaja ao menos duas vezes por ano. Além da engenharia, uma outra paixão de Thiago é a gastronomia. Ele é um expectador assíduo de programas de culinária e serviços de streaming.

No exemplo, são levantadas diversas informações sobre Thiago. Como dito anteriormente, os dados levantados dependem de cada empresa e seus objetivos. Mas imagine que Thiago é a persona de uma empresa de turismo.

Sabendo que o engenheiro aprecia gastronomia, é interessante oferecer pacotes de viagem que explorem os restaurantes do destino. Assim, a empresa consegue, com mais facilidade, atingir o nível de satisfação do cliente.

Preparamos dicas simples, mas que com toda certeza vai te ajudar na criação da sua persona.

Use como referência um cliente que você conhece bem

Se a sua empresa já está ativa e você está no processo de criação da persona, baseie-se em um cliente que você já conhece. Sabe aquela pessoa que sempre está ali, comentando as publicações da sua empresa nas redes sociais, e fechando negócio? Utilizá-la como ponto de partida é uma boa estratégia!

Dê um nome para o seu personagem

Já que estamos falando de uma pessoa, batize-a com um nome. Isso facilitará no reconhecimento e uso da ferramenta ao longo do tempo. João, Maria, Regina, José… use a criatividade!

Adicione informações demográficas – elas também são importantes!

Apesar de que o público-alvo não ser suficiente, ele é um ponto de partida necessário para criar a sua persona. Defina a sua idade, o lugar onde mora e o gênero.

Para ter essas informações, consulte os gráficos do seu perfil no Instagram, os dados do Google Analytics, etc.

O que seu cliente deseja?

Nessa categoria, use o exemplo da empresa de turismo como base! O que seu cliente gosta de fazer no dia a dia? Quais programas, filmes e séries ele mais gosta de assistir? Quais são os seus desejos ao consumir um produto/serviço? Esses questionamentos são relevantes para desenvolver uma persona de forma mais completa.

Assista o vídeo da Thaísa e entenda um pouco mais sobre esse valioso conceito. Aperte o play!

Sair da versão mobile